PREVISAO DA VIDA DE FADIGA INCLUINDO O COMPORTAMENTO DE MICRO-FENDAS

J.D. Costa  C.M.Branco       

Anales de la Mecánica de la Fractura, nº 8 . 1991 . Pág. 264 -269
Ver (.pdf): Anales08-047

Resumen: A primeira parte deste trabalho apresenta resultados de um estudo do crescimento de urna fenda de fadiga desenvolvida a partir de um microentalhe de canto com urna profugdidade de cerca de 40 ]..1m em ambas as direcçoes. Os testes de fadiga foram conduzidos com amplitude de carga constante tanto em tracçao como em flexao e para dois valores da razao de tensoes (R=O.OS e O.S).Foram obtidos gráficos apresentando a evoluc,:ao da forma da fenda a/c em funcçao do valor normalizado da profundidade da fenda,a/B,onde nao se observou influencia da razao de tensoes e do tipo de carregamento para a/B <0.1. Os valores do limiar de fadiga para micro-fendas mostraram-se inferiores aos correspondentes valores obtidos em trabalho anterior para fendas longas,para as duas razoes de tensoes.Valores do fecho da fenda obtidos anteriormente em provetes CT usando um transdutor de deslocamentos do tipo Elber,permitiram calcular os valores de L::.K ef Comparando os dados obtidos neste trabalho para as micro-fendas com a curva da/dN- L::.K ef obtida para fendas langas permite concluir que nas micro-fendas o fecho da fenda é práticamente inexistente. As curvas da/dN, l::.K obtidas com fendas longas (provetes CT) mostram dois tipos de transicçao, os quais coincidem com a transic,:ao brusca que se verifica nas rugosidades da superficie da fenda,sendo resultado dos micro-mecanismos de propagac,:ao da fenda que estao associados as respectivas gamas de valores de l::.X. Apresenta-se finalmente urn programa de computador para previsao da vida de fadiga.Este programa inclui tanto a fase de iniciac,:ao da fenda corno a fase de propagacçao.

LocalizaciónSantillana del Mar

SAEM, Universidade de Coimbra,3000 Coimbra. Portugal
**CEMUL, Instituto Superior Técnico,l096 Lisboa Codex, Portugal